Feira de Artes da Praça João Duran


Na Praça João Duran Alonso, no bairro do Brooklin, organiza-se regularmente uma feira de artes e artesanato às sextas-feiras, reunindo cerca de 45 expositores. A praça, cujo principal destaque é a escultura em aço "O Grande Ouriço", de Sandra Tucci, oferece a seus visitantes mais uma opção de lazer através da feira, que reúne trabalhos diversos de artesanato, como bordados, peças de cerâmica, bijuterias, roupas, bolsas, objetos de decoração e mais. A feira também conta com barracas voltadas à alimentação, com yakisoba e pratos típicos nordestinos.

Às sextas-feiras, das 10h às 16h.

Endereço: Praça João Duran Alonso (esquina da Avenida Eng. Luís Carlos Berrini com a Rua Quintana) - Brooklin
Site: http://www.feiraartejoaoduran.xpg.com.br/

Estação de trem mais próxima:
- Berrini (Linha 9-Esmeralda) - Aproximadamente 750 metros.

Lugares próximos:
Feira de Artes da Praça Gentil Falcão - Aprox. 450 mts.

(Imagem retirada de http://www.guiadasemana.com.br/turismo/noticia/feiras-de-rua-em-sp)

Feira de Artes e Artesanato do Jabaquara


Também conhecida como Feira de Artes do Metrô Conceição, esta feira se organiza regularmente desde 2007, e reúne artesãos e expositores que oferecem trabalhos diversos de bordado, bijuterias, patchwork, objetos de decoração, pinturas e muito mais.

Às terças, quintas e sextas, das 10h às 17h.

Endereço: Praça Alfredo Egydio de Souza Aranha, s/n - Jabaquara
Site: http://feiradeartesanatometroconceicao.blogspot.com.br/

Estação de metrô mais próxima:
- Conceição (Linha 1-Azul) - Aproximadamente 200 metros.

(Imagem retirada de http://artssunshine.blogspot.com.ar/2010/12/feiras-de-artesanato-em-sp.html)

Feira de Arte e Cultura da Praça Santa Rita


Esta feira no bairro de Mirandópolis se organiza desde 1994, e conta com diversos expositores que oferecem trabalhos variados de artesanato aos visitantes, como bijuterias, artigos de couro, patchwork, bordados, objetos de decoração e muito mais. Também conta com setor de alimentação.

Às terças-feiras e sábados, das 9h às 17h.

Endereço: Praça Santa Rita de Cássia, s/n - Mirandópolis
Site: http://www.feiraartesantarita.xpg.com.br/

Estação de metrô mais próxima:
- Praça da Árvore (Linha 1-Azul) - Aproximadamente 600 metros.

(Imagem retirada de http://www.flickr.com/photos/feiraartesantarita/4870371038/)

Feira de Arte e Cultura de Moema


Desde 1991 se organiza esta feira no bairro de Moema, que funciona às quartas, sextas e domingos. Aos domingos a feira é montada de forma mais completa, contando com maior quantidade de expositores que oferecem trabalhos diversos de artesanato e artes plásticas, além de barracas de alimentação diversificada.

Às quartas, sextas e domingos, das 9h às 17h.

Endereço: Praça Nossa Senhora Aparecida, s/n - Moema
Site: http://www.feiraartemoema.xpg.com.br/

Estação de metrô mais próxima:
- Santa Cruz (Linha 1-Azul) - Aproximadamente 3000 metros.

(Imagem retirada de http://www.flickr.com/photos/feiraartemoema/6240644400/)

Feira de Artes da Praça Gentil Falcão


Esta feira se organiza desde outubro de 2007, e conta com cerca de 60 expositores que oferecem peças diversas de artes plásticas, artesanato e gastronomia variada. A feira é organizada e oficializada pela Subprefeitura de Pinheiros.

Às terças-feiras, das 9h às 16h.

Endereço: Praça General Gentil Falcão (altura do número 1000 da Avenida Eng. Luís Carlos Berrini) - Brooklin
Site: http://fagentilfalcao.blogspot.com.br/

Estação de trem mais próxima:
- Berrini (Linha 9-Esmeralda) - Aproximadamente 300 metros.

Lugares próximos:
Feira de Artes da Praça João Duran - Aprox. 450 mts.

(Imagem retirada de http://www.flickr.com/photos/feiragentilfalcao/6202257900/)

Tendal da Lapa


O Tendal da Lapa é um importante espaço cultural da cidade de São Paulo, e contempla em sua programação atividades em diferentes âmbitos, como circo, teatro, música, literatura, dança e mais. Ocupando o prédio de um antigo entreposto de carnes da zona oeste da cidade, a história do Tendal se iniciou em 1989, quando o Grupo Teatro Pequeno invadiu e ocupou o espaço e passou a promover e oferecer atividades culturais, com ênfase nas linguagens do circo e teatro. Em 1992 o espaço foi reconhecido e oficializado como Casa de Cultura, e em 2007 foi tombado pelo Patrimônio Histórico Municipal, por seu significativo valor histórico e arquitetônico.

Atualmente, o Tendal oferece atividades culturais diversas e uma programação heterogênea, contando, no entanto, com uma programação fixa permanente, que inclui o "Sarau Arte & Arteiros", realizado toda última sexta-feira do mês a partir das 19h, abrindo espaço à performances livres de poesia, música, teatro, dança e mais, e um Cineclube, que realiza sessões diárias às 12h30 e às 18h. O Tendal também é significativamente reconhecido por suas oficinas, que contemplam áreas como música, teatro e dança.

Todas as atividades oferecidas são gratuitas, incluindo as oficinas.

Endereço: Acessos pela Rua Guaicurus, 1100, e pela Rua Constança, 72 - Lapa.
Tel.: (11) 3862-1837
Site: http://tendaldalapa.blogspot.com.br/
Facebook: https://www.facebook.com/espacoculturaltendaldalapa

Estação de trem mais próxima:
- Lapa (Linha 7-Rubi) - Aproximadamente 300 metros.

(Imagem retirada de http://rimultimidia.com/gallery/espaco-cultural-tendal-da-lapa/#/espaco-cultural-tendal-da-lapa)

Espaço Cultural Walden


Este é um espaço independente voltado ao fomento e difusão de propostas culturais e artísticas diversificadas, contemplando em sua programação projetos ligados à música, literatura, artes visuais, cinema, teatro, fotografia e mais. Existente desde abril de 2012, o espaço mantém uma agenda ativa de festas com discotecagem e shows de artistas independentes variados de quarta-feira à domingo, mas também recebe mostras visuais, mantém um cineclube que projeta filmes eventualmente às quintas-feiras, projeta jogos de futebol às quartas e domingos, e mantém um estúdio de ensaios e gravações para bandas independentes, entre outras atividades e propostas diversas que recebe.

Com uma capacidade limitada de pessoas e horários bastante rígidos em relação à programação de shows em respeito aos vizinhos, o espaço se destaca por uma postura mais intimista, propondo a interação entre os visitantes, a conversa e a convivência.

O Espaço Cultural Walden funciona em geral de quarta-feira a domingo a partir das 19h, mas é sempre bom consultar a programação com antecedência. Os shows se realizam entre as 20h e as 23h59, no subsolo, e demais atividades podem se estender no horário para além da meia-noite.
Endereço: Praça da República, 119 (cruzamento das avenidas São Luís e Ipiranga).
Tel.: (11) 3159-2861
Site: http://www.espacoculturalwalden.com/
Facebook: https://www.facebook.com/esp.cult.walden

Estação de metrô mais próxima:
- República (Linhas 3-Vermelha e 4-Amarela) - Aproximadamente 50 metros.

Lugares próximos:
Feira de Artes e Cultura da Praça da República - Aprox. 50 mts.
Livraria Francesa - Aprox. 150 mts.
Galeria Itapetininga - Aprox. 200 mts.
Galeria e Edifício Califórnia - Aprox. 250 mts.
Galeria Nova Barão - Aprox. 350 mts.
Galeria Sete de Abril - Aprox. 350 mts.
Biblioteca Mário de Andrade - Aprox. 450 mts.
Galeria do Rock (Shopping Center Grandes Galerias) - Aprox. 450 mts.
Galeria Presidente - Aprox. 450 mts.
Theatro Municipal - Aprox. 500 mts.
Centro de Dança Umberto da Silva - Aprox. 550 mts.
Centro de Memória do Circo - Aprox. 550 mts.
Cine Olido - Aprox. 550 mts.
Galeria Olido - Aprox. 550 mts.
Matilha Cultural - Aprox. 550 mts.
Galeria Prestes Maia - Aprox. 800 mts.
Praça Paulo Kobayashi (Floresta Urbana) - Aprox. 800 mts.
SESC Consolação / Teatro Anchieta - Aprox. 900 mts.
Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB-SP) - Aprox. 1000 mts.
Gabinete do Desenho - Chácara Lane - Aprox. 1000 mts.

(Imagem retirada de https://www.facebook.com/photo.php?fbid=632083853481271&set=pb.309436205746039.-2207520000.1384612138.&type=3&src=https%3A%2F%2Ffbcdn-sphotos-c-a.akamaihd.net%2Fhphotos-ak-prn2%2F1450054_632083853481271_118431492_n.jpg&size=960%2C716)

Fundação Maria Luisa e Oscar Americano


A Fundação Maria Luisa e Oscar Americano existe desde 1974, e ocupa a casa onde o casal viveu por duas décadas, projetada pelo importante arquiteto modernista Oswaldo Arthur Brake. Instituída pelo próprio Oscar Americano dois anos após o falecimento de sua esposa, a Fundação guarda uma significativa coleção de obras de arte e peças de valor histórico que pertencia à família, além de obras e peças adquiridas posteriormente ao longo dos anos e de atividades culturais da Fundação.

A coleção contempla amplamente a História brasileira, dividindo-se em três segmentos principais, Brasil Colônia, Brasil Império e Mestres do Século XX. Todos os três incluem peças significativas dos períodos contemplados e importantes obras de arte, de nomes que incluem Portinari, Brecheret, Lasar Segall e Di Cavalcanti.

Além do acervo exposto, a Fundação também mantém uma programação intensa de concertos de música erudita, alguns destes gratuitos, além de cursos e palestras diversos, sobre arte, cinema, literatura, história da arte, paisagismo e mais. Aos domingos são realizados concertos ao ar livre no jardim-parque da casa, projetado pelo importante paisagista Otávio Augusto Teixeira Mendes.

A Fundação Maria Luisa e Oscar Americano funciona de terça-feira a domingo, das 10h às 17h30.

A entrada custa R$ 10,00 (meia entrada para estudantes e maiores de 60 anos). Entrada gratuita todo primeiro sábado do mês.

Endereço: Av. Morumbi, 4077 - Morumbi
Tel.: (11) 3742-0077
E-mail: info@fundacaooscaramericano.org.br
Site: http://www.fundacaooscaramericano.org.br/

Estação de trem mais próxima:
- Morumbi (Linha 9-Esmeralda) - Aproximadamente 3500 metros.

Lugares próximos:
Palácio dos Bandeirantes - Aprox. 450 mts.

(Imagem retirada de http://www.saopauloguide.com.br/essencial/fundacao-maria-luisa-e-oscar-americano/483/)

Epicentro Cultural


O Epicentro Cultural é um espaço voltado à criação e difusão de manifestações artísticas, abrangendo em sua programação atividades culturais diversificadas que contemplam artes visuais, música, atividades educativas e eventos multilinguagem.

Além da galeria, que recebe exposições de artistas variados e procura contemplar experimentações e inovações no âmbito das artes visuais, um dos espaços de destaque do Epicentro é o Estúdio de Vidro, que funciona tanto como estúdio profissional de gravação (o Epicentro também mantém um selo próprio) quanto espaço de apresentações musicais com um conceito diferente, uma vez que as paredes de vidro permitem que o público assista apresentações ao vivo.

Além das exposições e apresentações musicais, o Epicentro Cultural também mantém uma programação regular de cursos e atividades educativas relacionadas às variadas linguagens artísticas, como cinema, música, artes visuais, poesia e mais. Além disso, mensalmente se organiza a mostra AVAV (Audiovisual Ao Vivo), reunindo artistas visuais, sonoros, performáticos e outros, num evento de manipulação de imagem e som em tempo real, no qual cada realização artística é única.


Endereço: Rua Paulistânia, 66 - Sumarezinho
Tel.: (11) 3938-6096
E-mail: contato@epicentrocultural.com
Site: http://www.epicentrocultural.com/

Estação de metrô mais próxima:
Vila Madalena (Linha 2-Verde) - Aproximadamente 400 metros.

(Imagem 01 retirada de https://www.facebook.com/photo.php?fbid=709673659059265&set=a.708140922545872.1073741832.228502957176340&type=3&theater)
(Imagem 02 retirada de http://www.epicentrocultural.com/epicentro/portfolio/exposicao-atras-da-porta-verde/)

Instituto Tomie Ohtake


O Instituto Tomie Ohtake é um centro cultural voltado à difusão e discussão de novas tendências, linguagens e propostas artísticas contemporâneas. Batizado em homenagem à importante artista plástica Tomie Ohtake, o Instituto foi inaugurado em novembro de 2001, e seu projeto é assinado pelo arquiteto Ruy Ohtake, filho da artista. O edifício inclui duas torres, ocupadas por escritórios, além do complexo cultural no qual realizam-se mostras e exposições diversas focadas em diferentes linguagens artísticas. O Instituto também mantém uma programação ativa de cursos, seminários e palestras sobre artes, e promove diversos projetos de ação educativa voltados à aproximação de diferentes públicos ao universo das artes visuais.

O Instituto Tomie Ohtake funciona de terça-feira a domingo, das 11h às 20h.

Entrada gratuita.

Endereço: Rua dos Coropés, 88 - Pinheiros
Tel.: (11) 2245-1900
Site: http://www.institutotomieohtake.org.br/

Estação de metrô mais próxima:
- Faria Lima (Linha 4-Amarela) - Aproximadamente 800 metros.

Lugares próximos:
Feira de Artes e Artesanato da Praça dos Omaguás - Aprox. 300 mts.
Fnac Pinheiros - Aprox. 300 mts.
Livraria da Vila - Unidade Fradique - Aprox. 700 mts.
Beco do Aprendiz - Aprox. 850 mts.
Eric Discos - Aprox. 1000 mts.
SESC Pinheiros - Aprox. 1000 mts.

(Imagem retirada de http://miliauskasarquitetura.wordpress.com/2011/11/17/ohtakecultural/)

Choque Cultural


Atuante desde 2004, a Choque Cultural é uma galeria de arte que procura discutir e difundir diversas manifestações e expressões da arte contemporânea, com grande ênfase nas linguagens artísticas urbanas. Trazendo para dentro das paredes da galeria técnicas e produções que tradicionalmente ocupam o espaço público das vias da cidade (como grafite e lambe), a postura da galeria visa, mais que uma transferência de elementos dos espaços públicos a âmbitos mais fechados, caminhos de investigação e diálogo, trabalhando com outras linguagens artísticas contemporâneas, como o desenho, as instalações, a arte gráfica e pop art.

A Choque Cultural fica aberta de segunda a sexta-feira das 10h às 18h, e aos sábados das 13h às 18h.

Endereço: Rua Medeiros de Albuquerque, 250 - Vila Madalena
Tel.: (11) 2678-6600
E-mail: galeria@choquecultural.com.br
Site: http://www.choquecultural.com.br/

Estação de metrô mais próxima:
- Sumaré (Linha 2-Verde) - Aproximadamente 1100 metros.

Lugares próximos:
Beco do Batman - Aprox. 150 mts.
Beco do Aprendiz - Aprox. 500 mts.
Feira de Artes, Cultura e Lazer da Praça Benedito Calixto - Aprox. 600 mts.
Livraria da Vila - Unidade Fradique - Aprox. 750 mts.
Ponto do Livro - Livraria, Café & Arte - Aprox. 800 mts.
Cine Sabesp - Aprox. 1000 mts.

(Imagem retirada de http://sickmind.com.br/fuckyou/exposicao-karkaca/)

Eric Discos


Esta loja de discos é fruto da iniciativa de Eric Crauford, inglês que veio morar no Brasil na década de 70 trazendo uma coleção particular de cerca de 50 mil discos de vinil. Em atividade desde 1979, a loja é referência absoluta no comércio de LP's, com um acervo de mais de 80 mil álbuns, minuciosamente organizados nos mais variados gêneros. O acervo contempla com profundidade quase todas as vertentes e estilos musicais, e guarda em suas estantes muitas raridades, nacionais e internacionais. Além disso, a decoração da loja é uma atração à parte, valorizando a força estética das artes de capas e pôsteres de grandes álbuns, artistas e bandas da época de ouro do vinil.


A Eric Discos funciona de segunda-feira a sábado, das 11h às 19h.

Endereço: Rua Artur de Azevedo, 1813 - Pinheiros
Tel.: (11) 3081-8252

Estação de metrô mais próxima:
- Faria Lima (Linha 4-Amarela) - Aproximadamente

Lugares próximos:
Tertúlia Sebo & Café - Aprox. 300 mts.
Cine Sabesp - Aprox. 450 mts.
Feira de Artes e Artesanato da Praça dos Omaguás - Aprox. 850 mts.
Fnac Pinheiros - Aprox. 850 mts.
Beco do Aprendiz - Aprox. 1000 mts.
Instituto Tomie Ohtake - Aprox. 1000 mts.
Livraria da Vila - Unidade Fradique - Aprox. 1000 mts.

(Imagens retiradas de http://www.timeout.com.br/sao-paulo/musica/venues/681/eric-discos)

Conjunto Nacional


O Conjunto Nacional foi inaugurado em 1958, e é sem sombra de dúvidas um dos edifícios mais simbólicos da cidade. Construído na Avenida Paulista numa época em que a via ainda se caracterizava pelos casarões do café, é considerado por muitos o edíficio que impulsou o modelo de ocupação atual da Paulista, altamente verticalizado, com grande circulação de capital e de pessoas, marcando-se pela ampla diversidade de opções culturais, gastronômicas e comerciais.

O Conjunto Nacional é considerado o primeiro shopping center da América Latina, embora seu projeto arquitetônico, com entradas pelas quatro ruas da quadra que ocupa, claramente se caracterize por uma relação integrada com a cidade, ao contrário dos atuais shoppings. A ampla galeria do edifício possui diversos restaurantes e estabelecimentos comerciais, com destaque para a gigantesca unidade da Livraria Cultura e o Cine Livraria Cultura, mantido pela livraria, e em seu interior organizam-se também feiras de artesanato, exposições de artes visuais e outras ocupações de interesse cultural.


O centro comercial do Conjunto Nacional funciona de segunda-feira a sábado das 7h às 22h e aos domingos e feriados das 10h às 22h.

Endereço: Avenida Paulista, 2073
Site: http://www.ccn.com.br/

Estação de metrô mais próxima:
- Consolação (Linhas 2-Verde e 4-Amarela [conectada à estação Paulista]) - Aproximadamente 90 metros.

Lugares próximos:
Cine Livraria Cultura - Encontra-se no mesmo edífício
Livraria Cultura - Unidade Conjunto Nacional - Encontra-se no mesmo edifício
Espaço Itaú de Cinema - Augusta - Aprox. 300 mts.
CineSesc - Aprox. 400 mts.
Galeria Ouro Velho - Aprox. 400 mts.
Feira de Antiguidades da Paulista - Aprox. 500 mts.
Feira de Artes do Trianon - Aprox. 500 mts.
Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP) - Aprox. 500 mts.
Passagem Subterrânea Parada Paulista - Aprox. 500 mts.
Centro Cultural FIESP - Ruth Cardoso - Aprox. 750 mts.
Livraria da Vila - Unidade Lorena - Aprox. 1000 mts.

(Imagem 01 retirada de http://www.mapadassensacoes.com.br/mapadassensacoes/ficha.php?id=156)
(Imagem 02 retirada de http://rauljustelores.blogfolha.uol.com.br/tags/conjunto-nacional/)

Museu dos Transportes Públicos Gaetano Ferolla


O Museu dos Transportes Públicos, inaugurado em 1985, possui algumas relíquias do transporte coletivo no Brasil, como o primeiro bonde a circular no país e o primeiro trólebus de fabricação nacional. Ao todo possui sete veículos expostos, além de fotos, documentos, móveis e objetos diversos relacionados à história do transporte público no Brasil e na cidade de São Paulo. Os espaços principais consistem no salão de viaturas, que abriga os veículos, em duas salas nas quais estão expostos fotos, cartazes, documentos e móveis, e num jardim com bancos e luminárias da década de 20, no qual se expõe também um bonde de areia, veículo cuja função era espalhar areia pelos trilhos dos bondes para evitar que os veículos que carregavam passageiros derrapassem durante o trajeto.

O Museu foi batizado em homenagem a Gaetano Ferolla, ex-funcionário da antiga CMTC (Companhia Municipal de Transportes Coletivos) que foi um dos principais empenhados na criação do museu. Atualmente é mantido pela SP Trans (companhia responsável pela gestão dos ônibus em São Paulo).

Horário de funcionamento: De terça-feira a domingo, das 9h às 17h.

Entrada gratuita.

Endereço: Av. Cruzeiro do Sul, 780 - Canindé
Tel.: (11) 3315-8884
Site: http://www.sptrans.com.br/museu/

Estação de metrô mais próxima:
- Armênia (Linha 1-Azul) - Aproximadamente 450 metros.

(Imagem retirada de http://pt.wikipedia.org/wiki/Museu_do_Transporte_P%C3%BAblico_Gaetano_Ferolla)

Museu da Imagem e do Som (MIS)


O Museu da Imagem e do Som (MIS) é uma instituição, mantida pela Secretaria de Estado de Cultura, que procura contemplar experiências e trabalhos sonoros e visuais através de uma diversificada programação, da manutenção de um amplo acervo e da difusão de conhecimento através de oficinas e cursos. Criado em 1970, o Museu trabalha com a diversidade de mídias e linguagens, recebendo exposições temporárias sobre cinema e fotografia, organizando mostras temáticas, e incorporando-se a grandes festivais, como a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Entre os cursos e oficinas que oferece, áreas como História da arte, fotografia, cinema, literatura, psicologia, discotecagem e outras mais são contempladas. O MIS ainda mantém uma agenda de apresentações e eventos musicais, com destaque para a Green Sunset, festa mensal que une música eletrônica e arte, trazendo constantemente atrações internacionais.

Horário de funcionamento: De terça a sexta-feira das 12h às 22h, e aos sábados, domingos e feriados das 11h às 21h.

Os valores de ingressos variam de acordo com o setor de visitação.

Endereço: Avenida Europa, 158 - Jardim Europa
Tel.: (11) 2117-4777
Site: http://www.mis-sp.org.br/

Estação de metrô mais próxima:
- Faria Lima (Linha 4-Amarela) - Aproximadamente 2400 metros.

Lugares próximos:
Feira de Antiguidades do MuBE - Aprox. 50 mts.
Museu Brasileiro da Escultura (MuBE) - Aprox. 50 mts.

(Imagem retirada de http://acessibilidadecultural.com.br/mis-museu-da-imagem-e-do-som/)

Memorial da América Latina


O Memorial da América Latina foi inaugurado em 19 de março de 1989, e consiste numa instituição que visa alimentar laços entre o Brasil e as demais nações latino-americanas, atuando principalmente como centro cultural. Ocupando mais de 80.000 metros quadrados, o grandioso projeto do Memorial é assinado pelo reconhecido arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer, e inclui uma grande diversidade de espaços para a realização de uma programação cultural ampla e variada.

Em seus diversos espaços realizam-se eventos regulares significativos, como o Festival de Cinema Latino-Americano, o Festival Ibero-Americano de Teatro e o Anima Mundi, além de festivais abertos das comunidades de imigrantes na cidade, trazendo música, dança e comida tradicionais de países como Bolívia, Peru, Chile e outros. O Memorial também abriga mostras e exposições temporárias de artes visuais, além de uma programação constante de apresentações musicais diversas e espetáculos de teatro e dança. Mantém também um cineclube, que organiza ciclos temáticos de filmes latino-americanos e palestras.

O Memorial abriga ainda a Biblioteca Latino-Americana Victor Civita, vinculada ao Centro Brasileiro de Estudos da América Latina, que possui um amplo e valioso acervo especializado, cujo catálogo online pode ser acessado aqui.

O Memorial da América Latina abre regularmente todos os dias da semana das 9h às 18h, com horários especiais de acordo com a programação vigente e com o espaço em questão.

Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 - Barra Funda
Tel.: (11) 3823-4600
Site: http://www.memorial.org.br/

Estação de metrô/trem mais próxima:
- Barra Funda (Linhas 3-Vermelha, 7-Rubi e 8-Diamante) - Aproximadamente 500 metros.

Lugares próximos:
Oficina da Palavra Casa Mário de Andrade - Aprox. 550 mts.

(Imagem retirada de http://lookupmagazine.com/site/exibir.asp?id=43)

Feira da Liberdade


Desde fins da década de 70 esta feira é organizada aos fins de semana na Praça da Liberdade, abordando através de diversos expositores e barracas as várias faces da cultura oriental, forte no bairro da Liberdade, que na primeira metade do século XX recebeu de forma concentrada ampla migração, sobretudo japonesa, caracterizando-se atualmente por grande quantidade de restaurantes, livrarias e lojas de artigos variados relacionados à cultura oriental em geral.

A feira contempla em grande parte expositores de artes plásticas, peças artesanais e de decoração e utensílios domésticos, quase sempre relacionados à cultura oriental, suas práticas, costumes e ofícios, e também oferece o melhor da gastronomia chinesa, japonesa e também brasileira, com petiscos, pratos tradicionais, doces e bebidas.

A feira também mantém uma agenda de eventos tradicionais, com shows de música e dança típica e festivais significativos, como o Ano Novo Chinês e o Toyo Matsuri.

Sábados e domingos, das 8h às 18h.

Endereço: Praça da Liberdade, s/n - Liberdade
Site: http://www.feiraliberdade.com.br/

Estação de metrô mais próxima:
- Liberdade (Linha 1-Azul) - Aproximadamente 10 metros.

Lugares próximos:
Livraria Sol - Aprox. 10 mts.
Sebo do Messias - Aprox. 450 mts.
Sebo Nova Floresta - Aprox. 550 mts.
Casa da Imagem - Aprox. 900 mts.
Solar da Marquesa de Santos - Aprox. 900 mts.
Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB-SP) - Aprox. 1000 mts.
SESC Carmo - Aprox. 1000 mts.

(Imagem retirada de http://tawbyfeblackbird.blogspot.com.ar/2013/06/liberdade.html)

Galeria Presidente


A Galeria Presidente é um importante pólo cultural no centro de São Paulo, e consiste num centro comercial amplamente dedicado à cultura black, do reggae e outras vertentes culturais afrodescendentes. Com grande quantidade de salões de cabeleireiros especializados em cortes e penteados afro e dreadlocks, a galeria também possui lojas voltadas à cultura musical do rap, reggae, soul, disco e mais, onde se podem encontrar discos (CD's e LP's), DVD's e outros artigos diversificados. Algumas das principais lojas da galeria caracterizam-se por serem especializadas, como a Johnny B. Good, um dos principais estabelecimentos na cidade voltados ao reggae, com discos, camisetas, pôsters e muito mais, contemplando músicos e bandas internacionais e nacionais, inclusive independentes; a Luar Capoeira, voltada à capoeira e oferecendo desde instrumentos e vestimentas para a prática até CD's e DVD's; e a Catodi, uma das únicas lojas da cidade que vende agulhas para todos os tipos de toca-discos, além de equipamentos diversos para discotecagem e som profissional.


A Galeria Presidente abre de segunda-feira a sábado, das 9h às 19h.

Endereço: Rua 24 de Maio, 116 - República

Estação de metrô mais próxima:
- República (Linhas 3-Vermelha e 4-Amarela) - Aproximadamente 450 metros.

Lugares próximos:
Galeria do Rock (Shopping Center Grandes Galerias) - Aprox. 50 mts.
Centro de Dança Umberto da Silva - Aprox. 200 mts.
Centro de Memória do Circo - Aprox. 200 mts.
Cine Olido - Aprox. 200 mts.
Galeria Nova Barão - Aprox. 200 mts.
Galeria Olido - Aprox. 200 mts.
Theatro Municipal - Aprox. 200 mts.
Galeria e Edifício Califórnia - Aprox. 250 mts.
Galeria Itapetininga - Aprox. 250 mts.
Livraria Francesa - Aprox. 300 mts.
Galeria Sete de Abril - Aprox. 400 mts.
Espaço Cultural Walden - Aprox. 450 mts.
Feira de Artes e Cultura da Praça da República - Aprox. 450 mts.
Galeria Prestes Maia - Aprox. 550 mts.
Biblioteca Mário de Andrade - Aprox. 650 mts.
Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB-SP) - Aprox. 750 mts.

(Imagem 01 retirada de http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquiteturismo/03.035-036/3402)
(Imagem 02 de Samuel Kassapian Jr., retirada de http://www.flickr.com/photos/kassapian/4585979052/)

Galeria do Rock (Shopping Center Grandes Galerias)


A Galeria do Rock é um centro comercial de grande importância e relevância cultural na cidade de São Paulo, atuando como pólo de encontro entre diferentes estéticas, estilos e vertentes musicais, abrigando locais voltados às manifestações culturais diversas decorrentes de diferentes gêneros sonoros. Do hip-hop ao heavy metal, passando pelo punk, indie, reggae e mais, a galeria reúne lojas de discos (LP's e CD's), lojas de roupas e calçados, estúdios de tatuagem e piercing, estúdios de serigrafia e estamparia, além de salões de cabeleireiros, oculistas, alfaiates e outros tipos de comércio característicos das galerias.

A galeria consiste num edifício inteiro, projetado pelo arquiteto Alfredo Mathias e construído em 1963, que recebeu o nome de Shopping Center Grandes Galerias. Apesar do nome "shopping", a arquitetura do local é de autêntica galeria, com entradas pela Avenida São João e pela Rua 24 de Maio que se conectam e relacionam-se com as ruas, sem isolar-se da integração com os espaços públicos, como é característico dos shopping centers.

A ocupação voltada para o público rockeiro começou em fins dos anos 70, com lojas de discos que instalaram-se no local. Aos pontos consolidou-se como ponto de encontro de diversos grupos urbanos, como punks, góticos e metaleiros, e a partir da década de 90 começou a abrigar locais voltados à cultura hip-hop, e fortalecer-se igualmente como ponto de encontro e difusão desta manifestação cultural urbana. Atualmente a galeria é marcante pela grande diversidade de estabelecimentos voltados à música, espalhados por cinco andares (incluindo térreo e subsolo), e encontra-se completamente consolidada como um dos principais pólos culturais da cidade, recebendo cerca de 20 mil visitantes por dia.


A Galeria do Rock abre de segunda a sexta-feira das 10h às 18h30, e aos sábados das 10h às 18h. Fechada aos domingos e feriados.

Endereço: Entradas pela Avenida São João, em frente ao Largo do Paissandú, ou pela rua 24 de Maio.
Site: http://galeriadorock.com.br/

Estações de metrô mais próximas:
- República (Linhas 3-Vermelha e 4-Amarela) - Aproximadamente 450 metros;
- São Bento (Linha 1-Azul) - Aproximadamente 650 metros.

Lugares próximos:
Centro de Dança Umberto da Silva - Aprox. 50 mts.
Centro de Memória do Circo - Aprox. 50 mts.
Cine Olido - Aprox. 50 mts.
Galeria Olido - Aprox. 50 mts.
Galeria Presidente - Aprox. 50 mts.
Galeria Nova Barão - Aprox. 200 mts.
Theatro Municipal - Aprox. 200 mts.
Galeria e Edifício Califórnia - Aprox. 250 mts.
Galeria Itapetininga - Aprox. 250 mts.
Livraria Francesa - Aprox. 300 mts.
Galeria Sete de Abril - Aprox. 400 mts.
Espaço Cultural Walden - Aprox. 450 mts.
Feira de Artes e Cultura da Praça da República - Aprox. 450 mts.
Galeria Prestes Maia - Aprox. 550 mts.
Biblioteca Mário de Andrade - Aprox. 650 mts.
Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB-SP) - Aprox. 750 mts.

(Imagem 01 retirada de http://vitrola-eletrica.blogspot.com.ar/2013/01/extraextra-festa-na-galeria-do-rock.html)
(Imagem 02 retirada de http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0,,MUL947111-5605,00.html)

Sítio Morrinhos


O Sítio Morrinhos é um patrimônio arquitetônico de significativa importância histórica, mantido pela Secretaria Municipal de Cultura, através do Museu da Cidade. Consiste num conjunto composto por uma casa sede, a qual acredita-se que data do século XVIII, construções anexas e uma ampla área verde. A casa sede apresenta características da arquitetura bandeirista, marcante em outras casas conservadas na cidade, como a Casa do Sertanista, a Casa do Bandeirante, a Casa do Tatuapé e o Sítio da Ressaca.

Desde 1952 o sítio é mantido pela Prefeitura de São Paulo, mas devido a seu precário estado de conservação, só veio a ser aberto a partir do ano 2000, quando foram realizadas obras de restauração de todo o conjunto. Atualmente abriga o Centro de Arqueologia de São Paulo, cujas pesquisas são focadas na cultura material e história da cidade, e mantém exposições sobre trabalhos realizados que contemplam objetos encontrados, detalhes de processos de pesquisa e escavação e reflexões sobre a história da cidade de São Paulo, sua formação e as transformações que se deram ao longo dos séculos até os dias atuais.

O Sítio Morrinhos funciona de terça-feira a domingo, das 9h às 18h.

Entrada gratuita.

Endereço: Rua Santo Anselmo, 102
Tel.: (11) 2236-6121
Site: http://www.museudacidade.sp.gov.br/sitiomorrinhos.php

Estação de metrô mais próxima:
- Santana (Linha 1-Azul) - Aproximadamente 2800 metros.

(Imagem retirada de http://www.flickr.com/photos/tiagosala/2210104402/)

Casa Modernista


Projetada em 1928 por Gregori Warchavchik, arquiteto russo radicado em São Paulo, esta é a primeira casa de arquitetura modernista do país. Foi construída num contexto de grande agitação cultural da burguesia paulistana, marcado pela abertura às linguagens das vanguardas europeias, manifestando-se significativamente nas artes plásticas, na literatura, na música, em eventos como a Semana de Arte Moderna de 1922, momento mais emblemático deste movimento, e também na arquitetura, com Warchavchik à frente. O arquiteto publicou em 1925 o manifesto "Acerca da Arquitetura Moderna", propondo uma nova e moderna postura, e três anos depois veio a consolidá-la na construção deste primeiro exemplar da nova proposta arquitetônica.

A casa foi projetada como residência para o arquiteto e sua esposa Mina Klabin, filha de um importante industrial da elite paulistana. Mina Klabin foi responsável pelo amplo jardim da casa, até hoje preservado. O conjunto foi tombado pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo) em 1984, assumido pelo governo do Estado em 1994 e transferido para a Prefeitura da cidade de São Paulo em 2008. Desde então foram realizados diversos e significativos trabalhos de restauração e conservação, e a Casa Modernista foi aberta ao público como espaço expositivo, assim como o jardim, que consiste num verdadeiro parque, com espaços de convivência e programação musical aos fins de semana.

A Casa Modernista abre de terça-feira a domingo, das 9h às 18h.

Entrada gratuita.

Endereço: Rua Santa Cruz, 325 - Vila Mariana
Tel.: (11) 5083-3232
Site: http://www.museudacidade.sp.gov.br/casamodernista.php

Estação de metrô mais próxima:
- Santa Cruz (Linha 1-Azul) - Aproximadamente 500 metros.

Lugares próximos:
Museu Lasar Segall - Aprox. 400 mts.

(Imagem retirada de http://www.timeout.com.br/sao-paulo/na-cidade/venues/159/casa-modernista)

Casa do Grito


A Casa do Grito é constantemente vinculada à cena da Proclamação da Independência do Brasil, pela existência de uma casa semelhante na tela "Independência ou Morte" de Pedro Américo, mas a inexistência de documentos que comprovem esta relação tem direcionado os estudos sobre a casa principalmente em relação a suas técnicas construtivas. Situada no Ipiranga, dentro do atual Parque da Independência, a casa passou por um período de duas décadas de abandono na primeira metade do século XX, até ser recuperada por iniciativas da Sociedade Geográfica Brasileira e o jornal A Gazeta, que atribuíram valor histórico ao local e propuseram sua adequação à visitação do público. Neste contexto, a restauração da casa incluiu a construção de uma janela falsa, visando aproximá-la mais à casa retratada no quadro de Pedro Américo.

No fim da década de 70 a casa passou para a responsabilidade do Departamento de Patrimônio Histórico, e em 1981 foram realizadas pesquisas arqueológicas e obras de restauro que procuraram reverter os excessos das intervenções anteriores. Desde 2008 a Casa do Grito está aberta para visitação, abrigando exposições relacionadas à história de São Paulo.

A Casa do Grito funciona de terça-feira a domingo, das 9h às 17h.

Entrada gratuita.

Endereço: Praça do Monumento, s/n - Ipiranga
Tel.: (11) 2273-4981
Site: http://www.museudacidade.sp.gov.br/casadogrito.php

Estações de metrô/trem mais próximas:
- Ipiranga (Linha 10-Turquesa) - Aproximadamente 1900 metros.
- Sacomã (Linha 2-Verde) - Aproximadamente 2300 metros.

Lugares próximos:
SESC Ipiranga - Aprox. 200 mts.
Museu Paulista da Universidade de São Paulo - Aprox. 500 mts.

(Imagem retirada de http://www.maisturismo.net/museu-ipiranga-sao-paulo/casa-do-grito-museu-do-iiranga-foto-rodrigo_soldon-flickr/)

Capela do Morumbi


A Capela do Morumbi é um cenário curioso da cidade de São Paulo: Situada no terreno da Fazenda do Morumbi,  foi construída pelo renomado arquiteto Gregori Warchavchik na década de 40 do século XX a partir das ruínas de uma edificação que o arquiteto interpretou como correspondente a uma capela, mas que, segundo estudos posteriores, poderia ser uma senzala de escravos. A nova capela foi construída com alvenaria e tijolos a partir das ruínas de taipa de pilão, técnica característica da época colonial, mantendo aparentes a convivência das duas técnicas tão diversas, e propondo de forma concreta um diálogo entre dois diferentes tempos. O trabalho foi completado com um afresco interno da pintora Lúcia Suanê, representando o batismo de Cristo, cercado por anjos com fisionomias indígenas.

Na década de 70 a Capela do Morumbi foi transferida para os cuidados do Departamento de Patrimônio Histórico da Prefeitura, e atualmente faz parte do Museu da Cidade de São Paulo, órgão descentralizado cujo "acervo" são diferentes exemplares de grande valor histórico e arquitetônico espalhados pela cidade, vinculado à Secretaria Municipal de Cultura. A Capela do Morumbi mantém uma agenda de eventos culturais, como concertos musicais e exposições de artes visuais, com ênfase em produções contemporâneas.

A Capela do Morumbi funciona de terça-feira a domingo, das 9h às 17h.

Entrada gratuita.

Endereço: Av. do Morumbi, 5387 - Morumbi
Tel.: (11) 3772-4301
Site: http://www.museudacidade.sp.gov.br/capeladomorumbi.php

Estação de trem mais próxima:
- Morumbi (Linha 9-Esmeralda) - Aproximadamente 2000 metros.

Lugares próximos:
Palácio dos Bandeirantes - Aprox. 1000 mts.

(Imagem retirada de http://vidaeestilo.terra.com.br/turismo/galerias/0,,OI119507-EI14045,00-Conheca+cenarios+curiosos+da+capital+paulista.html)

Casa do Sertanista


Esta casa no Caxingui é mais um dos exemplares de casas bandeiristas mantidas pelo Museu da Cidade, e acredita-se que data do século XVII. Passou às mãos do município em 1958, e desde então passou por diferentes processos de restauração e conservação, tendo abrigado entre 1970 e 1987 o Museu do Sertanista, voltado essencialmente à cultura indígena. Posteriormente foi ocupado pelo Núcleo de Cultura Indígena da União e pelo Museu do Folclore Rossini Tavares de Lima, e após novo processo de restauro, foi reaberta como espaço expositivo para mostras de artes visuais, temáticas históricas e outros conteúdos diversos.

A Casa do Sertanista funciona de terça-feira a domingo, das 9h às 17h.

Entrada gratuita.

Endereço: Praça Dr. Ênio Barbato, s/n - Caxingui
Tel.: (11) 3726-6348
Site: http://www.museudacidade.sp.gov.br/casadosertanista.php

Estação de metrô mais próxima:
- Butantã (Linha 4-Amarela) - Aproximadamente 2200 metros.

(Imagem retirada de http://www.panoramio.com/user/1092963/tags/Casa%20do%20Sertanista)

Casa do Bandeirante


Esta casa, construída entre os séculos XVII e XVIII, constitui um exemplar significativo das construções da época dos bandeirantes em São Paulo. Ao longo do tempo possuiu diversas proprietários e funções, até, em 1955, ser aberta ao público como um museu referente ao período das bandeiras. Desde então caracteriza-se como um espaço museológico de exposição e discussão sobre a época colonial paulista e seus processos e personagens históricos, com ênfase nos polêmicos bandeirantes, possuindo um acervo significativo de móveis e utensílios diversos da época.

Horário de funcionamento: De terça-feira a domingo, das 9h às 17h.

Entrada gratuita.

Endereço: Praça Monteiro Lobato, s/n - Butantã
Tel.: (11) 3031-0920
Site: http://www.museudacidade.sp.gov.br/casadobandeirante.php

Estações de metrô/trem mais próximas:
- Cidade Universitária (Linha 9-Esmeralda) - Aproximadamente 650 metros;
- Butantã (Linha 4-Amarela) - Aproximadamente 1500 metros.

Lugares próximos:
Paço das Artes - Aprox. 850 mts.

(Imagem retirada de http://www.panoramio.com/photo/6084299)

Sebo Nova Floresta


O Sebo Nova Floresta existe desde 2000, e encontra-se na Praça João Mendes, região da cidade já caracterizada pela grande quantidade de sebos. Com um acervo de cerca de 60.000 títulos, o Nova Floresta oferece livros, revistas e gibis para públicos diversificados, organizados criteriosamente em prateleiras por assunto e tema. Oferece ainda cerca de 4000 títulos musicais em LP, CD e Cassete, além de filmes em VHS, DVD e Blu-Ray e games de computador.

Horário de funcionamento: 09h às 19h, de segunda a sexta-feira, e das 09h às 17h aos sábados.

Endereço: Praça João Mendes, 25 - Sé
Tel.: (11) 3242-3300
Site: http://www.novafloresta.com.br/

Estação de metrô mais próxima:
- Sé (Linhas 1-Azul e 3-Vermelha) - Aproximadamente 220 metros.

Lugares próximos:
Sebo do Messias - Aprox. 70 mts.
Pateo do Collegio - Aprox. 500 mts.
Casa da Imagem - Aprox. 550 mts.
Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB-SP) - Aprox. 550 mts.
Feira da Liberdade - Aprox. 550 mts.
Livraria Sol - Aprox. 550 mts.
Solar da Marquesa de Santos - Aprox. 550 mts.
Galeria Prestes Maia - Aprox. 600 mts.
Praça Paulo Kobayashi (Floresta Urbana) - Aprox. 650 mts.
SESC Carmo - Aprox. 700 mts.
Teatro Oficina - Aprox. 850 mts.
Galeria Nova Barão - Aprox. 1000 mts.
Galeria Sete de Abril - Aprox. 1000 mts.
Theatro Municipal - Aprox. 1000 mts.

(Imagem retirada de http://br.kekanto.com/biz/sebo-nova-floresta)

Casa do Tatuapé


A Casa do Tatuapé é um exemplar significativo da arquitetura colonial paulista. Segundo seu registro de construção, foi erguida em 1698, e ao longo de três séculos abrigou usos variados, até ser adquirido na década de 1970 pela Prefeitura de São Paulo, ficando sob responsabilidade do Departamento de Patrimônio Histórico. Atualmente, a casa é um dos pólos de atuação do Museu da Cidade, vinculado à Secretaria Municipal de Cultura, aberta ao público para visitação e abrigando em seu espaço atividades culturais diversas, como exposições temáticas de curta e longa duração.

A Casa do Tatuapé fica aberta ao público de terça-feira a domingo, das 9h às 17h.

Entrada gratuita.

Endereço: Rua Guabijú, 49 - Tatuapé
Tel.: (11) 2296-4330
Site: http://www.museudacidade.sp.gov.br/casadotatuape.php

Estação de metrô/trem mais próxima:
- Tatuapé (Linhas 3-Vermelha, 11-Coral e 12-Safira) - Aproximadamente 1400 metros.

(Imagem 01 retirada de http://tatuapebairro.blogspot.com.ar/)
(Imagem 02 retirada de http://irmaoscoala.blogspot.com.ar/2011/05/historia-do-museo-da-casa-do-tatuape.html)

Sítio da Ressaca


A casa que abriga o Sítio da Ressaca é um remanescente de grande valor histórico do século XVIII. Construída com a técnica de taipa de pilão, traz algumas telhas, portas e batentes originais, e é significativa entre outras casas bandeiristas da cidade por sua planta assimétrica. O sítio passou por diversas obras e processos de restauro e conservação, e atualmente é mantido pelo Museu da Cidade de São Paulo, vinculado à Secretaria Municipal de Cultura, e funciona como espaço expositivo dedicado a manifestações da cultura popular na região de São Paulo.

O Sítio da Ressaca abre de terça-feira à domingo, das 9h às 17h.

Entrada gratuita.

Endereço: Rua Nadra Raffoul Mokodsi, 3 - Jabaquara
Tel.: (11) 5011-7233
Site: http://www.museudacidade.sp.gov.br/sitiodaressaca.php

Estação de metrô mais próxima:
- Jabaquara (Linha 1-Azul) - Aproximadamente 800 metros.

(Imagem retirada de http://www.museudacidade.sp.gov.br/ressaca-imagens.php)

Gabinete do Desenho - Chácara Lane


O Gabinete do Desenho é uma instituição cultural mantida pelo Museu da Cidade de São Paulo, da Secretaria Municipal de Cultura, instalada na Chácara Lane, importante remanescente arquitetônico do século XIX. O imóvel, de grande valor histórico, foi tombado em 2004 pelo CONPRESP (Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo), mas somente em 2012 passou a efetivamente abrir suas portas ao público com uma proposta cultural. Dando destaque à linguagem do desenho, o Gabinete promove mostras e exposições de curta e longa duração, e abriga em seu acervo a Coleção de Arte da Cidade, composta por mais de 3500 obras, que contemplam desenhos, aquarelas e gravuras de grandes artistas brasileiros e estrangeiros, como Renoir, Tarsila do Amaral, Anita Malfatti e Di Cavalcanti, entre outros.

O Gabinete do Desenho funciona de terça-feira a domingo, das 9h às 18h.

Entrada gratuita.

Endereço: Rua da Consolação, 1024
Tel.: (11) 3129-3574
Site: http://www.museudacidade.sp.gov.br/chacaralane.php

Estação de metrô mais próxima:
- República (Linhas 3-Vermelha e 4-Amarela) - Aproximadamente 1000 metros.

Lugares próximos:
SESC Consolação / Teatro Anchieta - Aprox. 500 mts.
Matilha Cultural - Aprox. 550 mts.
Luci Livros - Aprox. 650 mts.
Biblioteca Mário de Andrade - Aprox. 950 mts.
Instituto Moreira Salles (IMS) - Aprox. 950 mts.
Espaço Cultural Walden - Aprox. 1000 mts.
Feira de Artes e Cultura da Praça da República - Aprox. 1000 mts.
Livraria Suburbano Convicto - Aprox. 1000 mts.

(Imagem retirada de http://www.artehall.com.br/curtas/gabinete-do-desenho/)

Oca do Ibirapuera (Pavilhão Lucas Nogueira Garcez)


A Oca é um espaço expositivo dentro do Parque do Ibirapuera, projetado na década de 50 por Oscar Niemeyer para compor o conjunto arquitetônico do parque, construído em função das comemorações do IV Centenário da cidade de São Paulo, em 1954. Embora o nome oficial do edifício seja Pavilhão Lucas Nogueira Garcez, o espaço é conhecido popularmente simplesmente como Oca, nome atribuído em função da inspiração do projeto nas construções indígenas.

A Oca, que já abrigou o Museu da Aeronáutica de São Paulo e o Museu do Folclore, atualmente funciona como um amplo espaço expositivo, recebendo mostras, ocupações e exposições em diversos campos, como História, Ciências Naturais e Artes Visuais, e é mantida pela Secretaria Municipal de Cultura.

O preços das entradas e o horário de funcionamento variam de acordo com as exposições em cartaz, que podem ser conferidas no site da Secretaria Municipal de Cultura.

Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral, s/n - Parque do Ibirapuera, próximo aos portões 01 (entrada de pedestres) e 03 (entrada com carro).
Tel.: (11) 3105-6118 / (11) 5082-1777
E-mail: oca@prefeitura.sp.gov.br
Site: http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/cultura/patrimonio_historico/index.php?p=8402

Estação de metrô mais próxima:
- Ana Rosa (Linhas 1-Azul e 2-Verde) - Aproximadamente 2200 metros.

Lugares próximos:
Auditório Ibirapuera - Aprox. 50 mts.
Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM) - Aprox. 100 mts.
Pavilhão das Culturas Brasileiras - Aprox. 300 mts.
Museu Afro Brasil - Aprox. 400 mts.

(Imagem retirada de http://fotojcf.blogspot.com.ar/2010/06/sp.html)

SESC Pompeia


O SESC (Serviço Social do Comércio) foi criado em 1946, e ao longo de décadas de atuação consolidou-se como um dos principais projetos culturais e educativos em vigor na sociedade brasileira. Atualmente, conta com 34 unidades no estado de São Paulo, sendo 19 destas na capital, e em cada uma das unidades desenvolve uma ampla programação de atividades, contemplando apresentações e espetáculos de música, teatro, cinema, dança e circo, cursos e mostras de linguagens artísticas diversas, seminários, práticas esportivas e muito mais, com eventos e atrações voltadas a praticamente todos os públicos.

O SESC Pompeia é certamente um dos principais centros culturais da cidade de São Paulo, englobando em sua programação uma grande diversidade de atividades, desenvolvidas em seus diferentes espaços. Apresentações musicais de peso, espetáculos de teatro e dança, grandes exposições temáticas temporárias, eventos esportivos e muito mais são realizados em excelentes e apropriadas instalações, dentro do complexo arquitetônico projetado por Lina Bo Bardi a partir do prédio de uma antiga fábrica, construído em 1977. Considerado uma das principais obras da arquiteta, o SESC Pompeia conta com biblioteca, espaços multiuso, um grande galpão que funciona como espaço expositivo, piscinas, ginásios e quadras, e ateliês que oferecem cursos diversos, além do teatro e uma choperia que recebe intensa programação musical, trazendo atrações nacionais e estrangeiras a preços acessíveis.


Horário de funcionamento: Terça-feira a sábado das 9h às 21h, e aos domingos e feriados das 9h às 20h.

Endereço: Rua Clélia, 93
Tel.: (11) 3871-7700
E-mail: email@pompeia.sescsp.org.br
Site: http://www.sescsp.org.br/pompeia/

Estações de metrô/trem mais próximas:
- Água Branca (Linha 7-Rubi) - Aproximadamente 700 metros.
- Palmeiras-Barra Funda (Linhas 3-Vermelha, 7-Rubi e 8-Diamante) - Aproximadamente 1700 metros.

(Imagem 01 retirada de http://www.plataformaarquitectura.cl/2011/05/24/clasicos-de-arquitectura-sesc-pompeia-lina-bo-bardi/)
(Imagem 02 retirada de http://pt.wikipedia.org/wiki/Servi%C3%A7o_Social_do_Com%C3%A9rcio)

Beco do Aprendiz


A área entre as ruas Belmiro Braga e Padre João Gonçalves, na Vila Madalena, era um espaço degradado até que, em dezembro de 2002, uma iniciativa da Cidade Escola Aprendiz revitalizou o espaço através da arte urbana. Rebatizado de Beco do Aprendiz, atualmente o local contempla atividades culturais diversas, como apresentações musicais e circenses, e encontra-se completamente consolidado como espaço de sociabilidade, além de local de destaque para os interessados em grafite e arte urbana em geral, na medida em que concentra em seus muros grande variedade de painéis e trabalhos variados.


Endereço: Entre as ruas Belmiro Braga e Padre João Gonçalves. Acesso principal pela rua Belmiro Braga, s/n (entre as ruas Cardeal Arcoverde e Inácio Pereira da Rocha).

Estação de metrô mais próxima:
- Faria Lima (Linha 4-Amarela) - Aproximadamente 1300 metros.

Lugares próximos:
Beco do Batman - Aprox. 400 mts.
Choque Cultural - Aprox. 500 mts.
Cine Sabesp - Aprox. 550 mts.
Fnac Pinheiros - Aprox. 850 mts.
Instituto Tomie Ohtake - Aprox. 850 mts.
Eric Discos - Aprox. 1000 mts.
Tertúlia Sebo & Café - Aprox. 1000 mts.

(Imagem 01 retirada de http://saltaconmigo.com/blog/2013/05/sao-paulo-la-ciudad-que-no-puede-parar/)
(Imagem 02 retirada de http://paradiseparty.biz/2013/05/17/free-beats-turn-off/)

Beco do Batman


O Beco do Batman é composto pelas ruas Gonçalo Afonso e Medeiros de Albuquerque, na Vila Madalena, e consiste num dos principais locais de interesse sobre arte urbana na cidade. É um dos pontos mais famosos do grafite em São Paulo, atraindo constantemente visitantes que saem impressionados com seus muros completamente cobertos por trabalhos de diversos artistas nacionais e estrangeiros.

Endereço: Ruas Gonçalo Afonso e Medeiros de Albuquerque, s/n - Vila Madalena

Estação de metrô mais próxima:
- Sumaré (Linha 2-Verde) - Aproximadamente 1200 metros.

Lugares próximos:
Choque Cultural - Aprox. 150 mts.
Beco do Aprendiz - Aprox. 400 mts.
Livraria da Vila - Unidade Fradique - Aprox. 500 mts.
Feira de Artes, Cultura e Lazer da Praça Benedito Calixto - Aprox. 800 mts.
Cine Sabesp - Aprox. 900 mts.
Ponto do Livro - Livraria, Café & Arte - Aprox. 950 mts.
Feira de Artes e Artesanato da Praça dos Omaguás - Aprox. 1000 mts.
Fnac Pinheiros - Aprox. 1000 mts.

(Imagem retirada de http://tvfoco.pop.com.br/audiencia/globo-grava-abertura-de-nova-novela-em-sao-paulo/beco-do-batman-3/)

Museu Brasileiro da Escultura (MuBE)


O Museu Brasileiro da Escultura (MuBE) foi criado em 1995, e apesar de seu ênfase temático na produção escultórica brasileira, procura contemplar em sua ampla e diversificada programação diversas esferas e formas de manifestação artística. O edifício que sedia o museu foi projetado pelo renomado arquiteto Paulo Mendes da Rocha, e é construído em concreto aparente abaixo do nível da rua, integrado ainda a um jardim projetado por Burle Marx. A concepção do museu propõe uma interação direta do visitante-espectador com o espaço, ao qual obras escultóricas diversas também se encontram integradas.

Além da área externa, o museu possui ainda três espaços internos para exposições (o Grande Salão, a Sala Pinacoteca e a Sala Burle Marx), um auditório, que recebe programação diversa e constante de atividades musicais, teatrais e cinematográficas, uma loja de souvenirs e um espaço gastronômico.

Mesmo com a proposta de não ter um grande acervo fixo, o museu possui um conjunto de esculturas significativas, recebidas ao longo do tempo. Sempre exposto nos diversos espaços do museu, este conjunto inclui peças de Arcangelo Ianelli, Francisco Brennand, Ktcho, Roberto Lerner, Waldomiro de Deus e Victor Brecheret, entre outros grandes escultores. Além das peças fixas, o MuBE mantém também uma programação ativa de exposições temporárias temáticas nos espaços internos, além de oferecer cursos diversos sobre temáticas artísticas e organizar eventos de grande visibilidade na agenda cultural paulistana, como o CineMuBE Vitrine Independente, festival que revela e premia novos talentos do cinema nacional, e a Graffiti Fine Art, que leva a arte urbana para dentro do espaço do museu.

Horário de funcionamento: Terça-feira a domingo, das 10h às 19h.

Todas as exposições são sempre com entrada franca.

Endereço: Av. Europa, 218 - Jardim Europa
Tel.: (11) 2594-2601
E-mail: mube@mube.art.br
Site: http://mube.art.br/

Estação de metrô mais próxima:
- Faria Lima (Linha 4-Amarela) - Aproximadamente 2300 metros.

Lugares próximos:
Feira de Antiguidades do MuBE - Mesmo local
Museu da Imagem e do Som (MIS) - Aprox. 50 mts.

(Imagem retirada de http://www.guest-associados.com.br/main/index.php?option=com_content&view=article&id=54&Itemid=50)

Feira de Antiguidades do MuBE


Esta feira, organizada por iniciativa do próprio MuBE (Museu Brasileiro da Escultura) aos domingos no vão livre do museu, reúne diversos expositores que trazem ao público artigos variados de arte e design e antiguidades. Além de objetos curiosos de época, podem-se encontrar pinturas e esculturas de grande valor, porcelanas francesas, mobiliário, livros e documentos raros, tapetes persas, arte sacra e raridades de grande valor histórico, reunindo entre seus expositores alguns dos melhores antiquários do país. Amplamente visitada por colecionadores, a feira atrai, pela beleza, delicadeza e riqueza de detalhes das peças expostas, também aqueles que buscam simplesmente um passeio cultural.

Aos domingos, das 10h às 17h.

Endereço: Av. Europa, 218 - Jardim Europa
Tel.: (11) 2594-2601
E-mail: geovani@mube.art.br
Site: http://mube.art.br/o-museu/feira-de-antiguidades/

Estação de metrô mais próxima:
- Faria Lima (Linha 4-Amarela) - Aproximadamente 2300 metros.

Lugares próximos:
Museu Brasileiro da Escultura (MuBE) - Mesmo local
Museu da Imagem e do Som (MIS) - Aprox. 50 mts.

(Imagem retirada de http://atelierdeideia.wordpress.com/2008/09/12/feira-de-antiguidades-do-mube-completa-oito-anos-em-setembro/)

SESC Ipiranga


O SESC (Serviço Social do Comércio) foi criado em 1946, e ao longo de décadas de atuação consolidou-se como um dos principais projetos culturais e educativos em vigor na sociedade brasileira. Atualmente, conta com 34 unidades no estado de São Paulo, sendo 19 destas na capital, e em cada uma das unidades desenvolve uma ampla programação de atividades, contemplando apresentações e espetáculos de música, teatro, cinema, dança e circo, cursos e mostras de linguagens artísticas diversas, seminários, práticas esportivas e muito mais, com eventos e atrações voltadas a praticamente todos os públicos.

Esta unidade do SESC foi inaugurada em 1992, e abriga em suas dependências espaços diversos para a realização de atividades culturais e esportivas. Sua programação inclui cursos diversos, além de espetáculos de teatro, dança e circo.

Horário de funcionamento: Terça a sexta-feira das 8h às 21h, e aos sábados, domingos e feriados das 9h às 17h.

Endereço: Rua Bom Pastor, 822 - Ipiranga
Tel.: (11) 3340-2000
E-mail: email@ipiranga.sescsp.org.br
Site: http://www.sescsp.org.br/unidades/5_IPIRANGA/

Estações de metrô/trem mais próximas:
- Ipiranga (Linha 10-Turquesa) - Aproxidamente 1900 metros.
- Sacomã (Linha 2-Verde) - Aproximadamente 2000 metros.

Lugares próximos:
Casa do Grito - Aprox. 200 mts.
Museu Paulista da Universidade de São Paulo - Aprox. 300 mts.

(Imagem retirada de http://www.gigantesdoringue.com.br/2013/08/21/gdr-evolution-no-sesc-ipiranga.html)

SESC Consolação / Teatro Anchieta


O SESC (Serviço Social do Comércio) foi criado em 1946, e ao longo de décadas de atuação consolidou-se como um dos principais projetos culturais e educativos em vigor na sociedade brasileira. Atualmente, conta com 34 unidades no estado de São Paulo, sendo 19 destas na capital, e em cada uma das unidades desenvolve uma ampla programação de atividades, contemplando apresentações e espetáculos de música, teatro, cinema, dança e circo, cursos e mostras de linguagens artísticas diversas, seminários, práticas esportivas e muito mais, com eventos e atrações voltadas a praticamente todos os públicos.

Esta unidade do SESC possui grande visibilidade no circuito cultural paulistano, mantendo uma programação ativa de apresentações musicais, exposições de artes visuais, cursos, palestras e oficinas diversas, atividades esportivas e eventos voltados ao público infantil. Além disso, a unidade mantém também o Teatro Anchieta, sala com 320 lugares que abriga espetáculos diversos de teatro e música.

O SESC Consolação funciona de segunda a sexta-feira das 7h às 22h, e sábados e feriados das 10h às 19h.

A bilheteria do Teatro Anchieta funciona de segunda a sexta-feira das 12h às 22h, aos sábados das 9h às 21h e aos domingos das 17h30 às 19h30.

Endereço: Rua Doutor Vila Nova, 245 - Vila Buarque
Tel.: (11) 3234-3000
E-mail: email@consolacao.sescsp.org.br
Site: http://www.sescsp.org.br/consolacao

Estação de metrô mais próxima:
- República (Linhas 3-Vermelha e 4-Amarela) - Aproximadamente 850 metros.

Lugares próximos:
Matilha Cultural - Aprox. 550 mts.
Feira de Artes e Cultura da Praça da República - Aprox. 850 mts.
Espaço Cultural Walden - Aprox. 900 mts.
Livraria Suburbano Convicto - Aprox. 900 mts.
Biblioteca Mario de Andrade - Aprox. 950 mts.
Galeria Itapetininga - Aprox. 1000 mts.
Instituto Moreira Salles (IMS) - Aprox. 1000 mts.
Luci Livros - Aprox. 1000 mts.

(Imagem retirada de http://ambiente21.radio.br/sesc-consolacao/)